Morre Christopher Hitchens

Fonte: BBC

Polêmico jornalista e ateu britânico Christopher Hitchens morre nos EUA aos 62 anos

Morreu em Houston, Texas, aos 62 anos de idade o polêmico escritor, literato e jornalista britânico Christopher Hitchens, autor de Deus não é grande.

A revista americana Vanity Fair, para quem Hitchens escreveu por muitos anos, descreveu-o como “um crítico incomparável, sagaz e inflamado e um destemido bom vivant”. Graduado em Oxford, Hitchens começou sua carreira como jornalista de esquerda na Grã-Bretanha nos anos 1970. Em 1981, se mudou para Nova York e para a direita política.

Atruibui-se a ele o termo “fascismo islâmico”, criado depois dos atentados em Nova York em 11 de setembro de 2011.

Seu livro Deus não é grande é uma apologia ao ateísmo. Ele é autor de outros 16 obras.

Em julho de 2010 Hitchens foi diagnosticado com câncer de estômago. A causa de sua morte foi uma pneumonia decorrente das complicações da doença.

Meus Comentários

Não tenho muito o que comentar sobre a morte de Hitchens. Certamente foi uma pessoa inteligente mas que não usou sua inteligência para a gloria de Deus. Era declaramente um rebelde, ou seja, uma pessoa extremamente emocional e rancorosa contra Deus.

Em um de seus debates com Dinesh D’souza ele disse que, se ao morreu, descobrisse que estava errado, iria para o inferno com muito orgulho.

É com tristeza que digo que as chances de nós o encontrarmos no céu, regenerado por Cristo, parecem ser muito poucas.

Por fim, gostaria de corrigir duas informações na matéria da BBC. (1) O cancer não era de estômago mas de esôfago e (2) ele não “se mudou para a direita política”. Hitchens continuou esquerdista a vida toda. O artigo deve ter sido escrito por algum marxista xiita que chama de direita todos que discordam de alguma doutrina do cânon de Marx.

Anúncios

Sorteio do livro: "O JESUS QUE NUNCA EXISTIU"

Nestes dias que antecedem o Natal e a mídia secular se prepara para apresentar novas versões aberrantes de Cristo, oferecemos para sorteio aos nossos leitores o livro “O Jesus que Nunca Existiu” do Dr. H. Wayne House (Faith Evangelical Seminary). Nas palavras do filósofo e apologeta J. P. Moreland, “Este livro é único na literatura atual sobre Jesus. Qualquer pessoa que queira uma apresentação clara do Jesus real não poderia encontrar uma fonte melhor que esta. Recomendo muitíssimo esta leitura”.

Veja informações completas sobre o sorteio no site www.apologia.com.br

William Lane Craig Defende o Genocídio de Descrentes… Será?

Richard Dawkins continua apelando, obstinadamente, para mentiras e difamações contra o Dr Craig.

Para evitar a humilhação de ser massacrado por ele em um debate, Dawkins inventou agora que Craig defende o genocídio de descrentes.

Este é um trecho é de uma aula que Craig deu na Inglaterra. Aqui Craig responde em detalhes a acusação de Dawkins.

Quem não viu a palestra está perdendo. Craig submeteu a obra panfletária e de auto-ajuda, Deus, um Delírio, ao crivo lógico, racional e científico. Claro que não sobrou nada do livrinho do aiatolá do ateísmo new age.

Ainda não há tradução da palestra toda para o português, e não sei se há alguém trabalhando nisto, mas quem quiser assistir em inglês está aqui.

Esta aula era para ser um debate entre Dawkins e Craig, mas o primeiro não apareceu, claro. Craig então deu sua palestra e respondeu a críticas feitas por TRÊS professores de Oxford.